VDS Tecnologia

Previsões para o mercado de automação e RPA em 2021

Poucos poderiam ter previsto os eventos que moldaram 2020 e colocaram a automação no palco central para todas as grandes organizações em todo o mundo. Sempre se esperou que o RPA continuasse crescendo, mas com aumentos na oferta, demanda e adaptação a uma força de trabalho remota e base de consumidores, o RPA entrou em um estágio de hipercrescimento que superou as expectativas.

De acordo com uma previsão do Gartner, “a receita global de software de automação de processos robóticos (RPA) está projetada para chegar a US $1,89 bilhão em 2021, um aumento de 19,5% a partir de 2020. ” Esta previsão de aumento de receita é ainda mais impressionante visto que a maioria das organizações limitam seus gastos com tecnologia em face da terrível instabilidade econômica causada pela pandemia. Além disso, o mesmo relatório Gartner sugere que a receita da RPA continuará a crescer dois dígitos até 2024.

A recessão forçou as empresas a buscarem a automação para melhorar a eficiência operacional geral e, ao mesmo tempo, reduzir o custo da mão de obra. A maior demanda por RPA nascida da necessidade relacionada à pandemia também inclui a proteção de empresas de futuros efeitos catastróficos globais como COVID-19, onde a automação pode continuar a garantir soluções de negócios rápidas, inteligentes e livres de erros, independentemente do estado das forças externas e obstáculos.

Como já é evidente, o RPA será uma das maiores (se não a mais importante) tendências de tecnologia para 2021. Junto com a hiperautomação, redefinirá a forma como as empresas operam. E com esse pensamento em mente, vamos entender a principal dinâmica que impactará o RPA em 2021 e além.

5 principais previsões para 2021

  • O dimensionamento do RPA continuará sendo um desafio

Neste ano, a RPA superou a fase piloto com empresas apostando na automação. Mesmo assim, as organizações terão dificuldade em dimensionar o RPA em toda a empresa para passar de projetos-piloto para forças de trabalho digitais consideráveis.

A incapacidade de escalar resultará principalmente da carga significativa de manutenção e suporte RPA necessários para atender o portfólio considerável de automações que eles têm em produção.

  • Uma abordagem de tecnologia de volta ao básico

Há uma percepção crescente em todos os setores de que alcançar o sucesso do RPA na forma de ROI e escala tangíveis e significativos é um empreendimento não trivial. As organizações perceberão que sua entrega de automação, do planejamento ao design e implantação, é falha.

Nos próximos 12 meses, haverá uma tendência de equipes de automação voltando ao básico da entrega de tecnologia. O RPA é essencialmente uma forma de desenvolvimento de software. As organizações irão adotar os princípios básicos dos princípios ágeis que priorizam um melhor planejamento e design preciso.

  • Proliferação de RPA em vários setores

As organizações de TI foram os pioneiros na adoção e obtenção de benefícios comerciais do RPA. Agora que o valor transformador do RPA foi bem estabelecido, ele testemunhará uma grande proliferação em vários setores não tecnológicos. 

Embora os setores de saúde, governo, bancos e vários outros setores já estejam empregando RPA em uma capacidade limitada para aumentar a produtividade e a eficiência, a tecnologia terá seu escopo e abrangência maiores em 2021. A injeção de RPA em processos de negócios não apenas reduzirá erros manuais caros, também permitirá que as organizações fiquem à frente em termos de conformidade.

  • Combinação de esforços manuais e digitais

Enquanto os robôs continuarão a automatizar as tarefas imprevisíveis, enfadonhas e monótonas para os funcionários; alguns processos que precisam de empatia e intelecto humanos ainda terão que ser executados manualmente.

 Enquanto 2020 se tratava de implementar RPA para automatizar totalmente os processos de negócios, em 2021 as organizações adotarão uma abordagem mais mista – onde humanos e robôs trabalharão juntos espontaneamente para fazer o trabalho.

  • Migração de fornecedores RPA

Os fornecedores de RPA superestimaram a facilidade de implementação e execução de automação, levando a uma base de usuários e consumidores frustrados. Acontece que não é fácil identificar, projetar e desenvolver processos automatizados e resilientes, apesar das promessas dos principais fornecedores de RPA.

Em 2021, haverá uma quantidade significativa de transições de contas competitivas conforme as organizações deixam seus fornecedores de RPA em busca de alternativas que possam cumprir as promessas feitas.

Estas tendências da automação robótica demonstram sua positividade em grandes empresas, devido à possibilidade de melhoria em condições repetitivas, além do auxílio estrutural em condições estratégicas aos negócios.

O apoio na tecnologia pode ser o diferencial competitivo para que empresas continuem a exercer atividades relevantes em seus ambientes de trabalho.

Se 2020 pôde ser definido como o ano de adoção do RPA, é seguro dizer que 2021 será o ano em que as organizações buscarão fazer isso da maneira certa e mudar seu foco para um melhor design, planejamento e entrega de automações que fornecem os retornos pelos quais a tecnologia foi vendida.

Conteúdos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *